19 de dezembro de 2012

Park Geun-hye é eleita a primeira mulher presidente da Coreia do Sul

 
 


A conservadora Park Geun-hye  viu recompensado nesta quarta-feira seu empenho para se transformar na primeira mulher que presidirá a Coreia do Sul, após vencer no pleito seu rival do Partido Democrático Unido (PDU), o progressista Moon Jae-in.
 
Park, filha do falecido ditador Park Chung-hee, será a nova chefe de Estado de um país no qual os homens ocupam oito de cada dez cadeiras no Parlamento e também a imensa maioria de cargos diretores de instituições e empresas.
 
Esta mulher miúda, de 60 anos, solteira e sem filhos, se recupera assim de sua derrota em 2007 nas primárias contra o atual presidente, Lee Myung-bak, um companheiro de partido do qual nos últimos anos se distanciou ao alinhar-se com deputados dissidentes e opor-se a várias iniciativas estatais.
 
A promessa de Park de uma melhor distribuição da riqueza e de uma maior aproximação a Coreia do Norte, assim como a lembrança de seu pai, artífice de uma ditadura que iluminou o milagre econômico sul-coreano entre 1963 e 1979, parecem ter convencido a maioria dos sul-coreanos nestas eleições.
 
O que não impediu que uma parte do eleitorado, em boa parte jovens afetados pela grande instabilidade e desejosos de um giro à esquerda, sigam vendo em Park Geun-hye, tradicionalmente apoiada pelos cidadãos de idade mais avançada, um reflexo do autoritarismo do regime de seu pai.
 


Fonte: Terra

2 comentários:

  1. Não estou por dentro da política coreana, mas fiquei feliz em saber que mais uma mulher conquistou um cargo tão importante, ainda mais na conservadora Coreia do Sul. E sinceramente espero que ela consiga cumprir seu papel perfeitamente e que suas palavras não sejam jogadas ao vento como na maioria dos políticos do nosso país.

    ResponderExcluir
  2. Interessante!Esperar para ver se realmente ela é herdeira da maneira de governo de seu pai ou adepta dos movimentos de abertura e democratização...

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.